Não encontrou o que procurava ? Utilize a pesquisa do google ao lado e busque informacoes em toda a base de dados do blog ou deixe seu comentario.
Quem quiser fique a vontade para copiar qualquer artigo do nosso blog, mas pedimos que coloquem os creditos.
Ajude-nos a melhorar o contúdo do Blog! Depois de responder a enquete sobre o assunto que mais te interessa, responda a enquete abaixo sobre a importância de alguns artigos e postem sugestões nos comentários! Contamos com vocês para melhorar sempre!
Abraço pessoal !!!

domingo, 30 de dezembro de 2007

Make ou Do?

Quando queremos dizer em português que um aluno deve fazer o exercício de casa, por exemplo, usamos o verbo “fazer”. Se quiséssemos fazer essa mesma pergunta em inglês, qual verbo poderíamos utilizar? “Make” ou “do”? Os dois possuem o mesmo significado, contudo são empregados em situações diferentes.

Embora seja possível encontrar algumas tentativas de sistematizar a utilização de cada um dos verbos, não é possível fazer isso. Geralmente é dito que “make” se refere à idéia de construção, elaboração e fabricação de alguma coisa. No entanto, como a expressão “make na offer” (fazer uma oferta) poderia entrar nesta explicação?

Não existe um método de saber quando usar cada um desses verbos, por isso, se faz necessário que o estudante tenha contato com estas expressões. É aconselhável que os estudantes tenham um contato profundo com a língua, para que assim possam memorizar cada uma das expressões de forma fácil e natural.
Vejamos algumas expressões envolvendo “make” e “do”:

Do business = trabalhar em negócios
Do homework = fazer a tarefa de casa
Do drugs = usar drogas
Do good = fazer bem
Do something = fazer algo

Make a deal = fazer um negócio, negociar
Make friends = fazer amizade
Make money = ganhar dinheiro
Make a phone call = telefonar, dar um telefonema
Make a payment = fazer um pagamento

Inglês - Brasil Escola

sábado, 29 de dezembro de 2007

Irregular Verbs

Infinitive (to)
Simple Past
Past Participle
Translation




arrise
arose
arisen
surgir
awake
awoke
awoken
despertar
be
was/were
been
ser, estar
bear
bore
born
dar a luz
beat
beat
beaten
bater
become
became
become
tornar-se
begin
began
begun
começar
bite
bit
bitten
morder
blow
blew
blown
soprar
bring
brought
brought
trazer
catch
caught
caught
pegar, capturar
choose
chose
chosen
escolher
come
came
come
vir
cost
cost
cost
custar
cut
cut
cut
cortar
do
did
done
fazer
draw
drew
drawn
desenhar
dream
dreamt
dreamt
sonhar
drink
drank
drunk
beber
drive
drove
driven
dirigir
eat
ate
eaten
comer
fall
fell
fallen
cair
feel
felt
felt
sentir
fight
fought
fought
luta
find
flew
flown
voar
forbid
forbade
forbidden
proibir
forgive
forgave
forgiven
perdoar
get
got
gotten
obter
give
gave
given
dar
grow
grew
grown
crescer
hang
hung
hung
pendurar
have
had
had
ter
hear
heard
heard
ouvir
hide
hid
hidden
esconder
hit
hit
hit
bater
hold
held
held
segurar
hurt
hurt
hurt
machucar
keep
kept
kept
manter
know
knew
known
saber, conhecer
lay
laid
laid
colocar, depositar
lead
led
led
conduzir, levar
learn
learnt
learnt
leave
left
left
partir
lend
lent
lent
emprestar
let
let
let
permitir, deixar
lie
lay
lain
repousar
light
lit
lit
acender, clarear
lose
lost
lost
perder
make
made
made
fazer
mean
meant
meant
querer dizer
meet
met
met
encontrar
pay
paid
paid
pagar
put
put
put
pôr, colocar
read
read
read
ride
rode
ridden
andar de
ring
rang
rung
tocar, soar
rise
rose
risen
erquer-se
run
ran
run
correr
say
said
said
dizer
see
saw
seen
ver
seek
sought
sought
procurar
sell
sold
sold
vender
send
sent
sent
enviar
shake
shook
shaken
sacudir
shine
shone
shone
brilhar
shoot
shot
shot
atirar (com um arma)
show
showed
shown
mostrar
shut
shut
shut
fechar
sing
sang
sung
cantar
sink
sank
sunk
afundar
sit
sat
sat
sentar
sleep
slept
slept
dormir
smell
smelled
smelled
cheirar
speak
spoke
spoken
falar
spend
spent
spent
gastar
stand
stood
stood
permanecer
steal
stole
stolen
roubar
sting
stung
stung
picar, ferroar
stink
stank
stunk
cheirar mal
strike
struck
stricken
golpear
sweep
swept
swept
varrer
swim
swam
swum
nadar
take
took
taken
pegar, tomar
teach
taught
taught
tear
tore
torn
rasgar
tell
told
told
dizer, contar
think
thought
thought
pensar, achar
throw
threw
thrown
atirar, jogar
understand
understood
understood
compreender
wake
woke
woken
acordar
wear
wore
worn
usar
wed
wed
wed
casar
weep
wept
wept
chorar
win
won
won
vencer
write
wrote
written
escrever

Inglês - Brasil Escola

sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

Imperative

"Eat sensibly.
Do not eat sweets, pastry, pasta or fried food.
Do some kind of aerobic activity…
Don’t be lazy!
Do everything that I say and…"

Nessas frases, podemos observar algumas instruções e até mesmo ordens. Para fazer todas estas coisas, os verbos das frases foram colocadas em uma forma diferente: o modo imperativo.

Uso

O modo imperativo é usado para dar conselhos, instruções e ordens. Ele também pode ser usado para:

- Dar sugestões:
Ex.: Try this coat on. It is very nice and cheap.

- Encorajar alguém:
Ex.: Go, Lakers, go! (em uma torcida).

- Fazer um pedido:
Ex.: Call a taxi for me, please.

Forma

Os verbos no modo imperativo ficam sempre no início da oração, e a frase não tem sujeito (o sujeito é quem está recebendo a ordem, a sugestão, o conselho, etc.). Nas frases afirmativas, o verbo não sofre alteração, ficando no infinitivo (sem o “to”). Na forma negativa, sempre acrescentamos o don’t em frente a esse infinitivo. Perceba que, apesar de nunca usarmos o auxiliar “DO” com o verbo to be, neste caso, isto deverá ocorrer.

Ex: Don’t be a foll!

Uso Enfático

Se você quiser dar ênfase a uma ordem ou conselho, basta acrescentar “DO” em frente ao imperativo afirmativo.

Ex: Do clean you teeth before going to the dentist.

Always, Never

Quando aparecem em frases imperativas, estes dois advérbios sempre serão colocados antes do verbo. Eles servem para enfatizar a ordem.

Ex: Always obey your fatlher and your mother.
Never stay under a tree during a thunderstorm.

Inglês - Brasil Escola

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Going to Future

Uso

Be going to é uma estrutura que pode ser usada para falarmos de planos futuros de forma informal. Going to enfatiza a idéia de intenção, de uma decisão que já foi tomada.

Ex.: Mark is going to cross Ireland.
His friends are going to help him.

Um outro uso do going to é o de predizer o futuro devido a um indício presente.

Ex.: Look at the sky! It's going to rain.
They drive dangerously. They are going to crash.

Forma

Esta forma de futuro é um tempo verbal composto, formado pelo verbo to be no presente simples (am, is, are) e going to, ao que adicionamos a forma natural do verbo que desejamos colocar no futuro.

Ex.: I am going to travel to Europe next year.
I am going to write a novel.

Forma Interrogativa

Basta colocarmos o verbo to be antes do sujeito.
Ex.: Is he going to be here today?

Forma Negativa

Coloca-se o "not" entre o verbo to be e o "going to":
Ex.: Paul is not going to marry her because of the baby.
As regras de abreviação são as mesmas usadas para o verbo to be.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Gírias da língua inglesa

1. Inside out - Embora possa significar "ao avesso" (You've put your sweatshirt on inside out. = Você vestiu o moletom do avesso.), também pode representar uma coisa ou sentimento profundo (To love you from the inside out. = Pra te amar profundamente.);

2. To roll up one's sleeves - Significa "arregaçar as mangas" (We will rolled up our sleeves and will go to work! = Nós arregaçaremos as mangas e iremos para o trabalho!);

3. Dude - Usado grandemente nas conversas informais, aproxima-se do que chamamos de "cara", no sentido de se referir a uma pessoa. (How are you dude? = Como você vai cara?);

4. Bad egg - Usado pra definir um sujeito de mau caráter, um causador de problemas. (Joe's a bad egg. = Joe é um "mal-elemento".);

5. Beat - Empregado quando alguém quer dizer que está muito cansado, exausto. (I wanna go to bed, I'm beat today. = Eu quero ir para a cama, hoje estou exausto.);

6. Lose your mind - Refere-se a uma pessoa que enlouqueceu ou "perdeu a cabeça". (I said no! Are you crazy? Lose your mind? = Eu disse não! Você está louco? Perdeu a cabeça?);

7. Jerk - Significa uma pessoa desprezível, desagradável e repugnante. (Ah, you're a jerk! = Ah, você é um desagradável!);

8. Have eyes for - A expressão é usada quando alguém acha outra pessoa fisicamente muito bonita e atraente. (Jake has eyes for July. = Jack acha July muito bonita.);

9. Gabby - Empregada para designar uma pessoa que conversa muito, sobre assuntos sem importância e relevância. (I think Mary a gabby. = Eu acho Mary uma "tagarela".);

10. Boozehound - Representa uma pessoa que bebe excessivamente, um bêbado. (This man is a boozehound! = Esse cara é um bêbado!).

Por Tiago Dantas
Equipe Brasil Escola

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Gender

Como sabemos, na língua inglesa existe três gêneros: masculino, feminino e neutro. Os pronomes masculinos são substituídos por “he”; os femininos, por “she”; e os neutros, por “it”. O pronome “they” substitui qualquer substantivo no plural, podendo ser masculino, feminino ou neutro.

A maior questão envolvendo o estudo dos gêneros é a de como passar um substantivo do masculino para o feminino. O gênero feminino em algumas vezes é formado através do acréscimo do sufixo “-ess” ao substantivo masculino.

Ex: lion (leão) – lioness (leoa)
prince (príncipe) – princess (princesa)
actor (ator) – actress (atriz)

No entanto, essa regra não é cabível a todos os substantivos. Na grande maioria dos casos, a palavra que indica o feminino é completamente diferente da que indica o masculino. Assim, faz-se necessário conhecer cada caso.

Ex: boy (menino) – girl (menina)
hero (herói) – heroine (heroína)
husband (esposo) – wife (esposa)
king (rei) – queen (rainha)

Existem ainda alguns casos que o substantivo possui apenas uma forma para masculino e feminino. Note que neste caso, devemos observar o pronome utilizado para assim distinguirmos o sujeito.

Ex: The doctor is busy, but she will call you in a few minutes. = A doutora está ocupada, mas ela te ligará em alguns minutos.

Outro fator ligado à questão dos gêneros é o desuso de “man” no final de um substantivo. Assim, para evitar colocar “man” no final de profissões, por exemplo, que podem ser exercidas por homens e mulheres, deve-se usar palavras neutras que representem ambos os sexos.

Ex: Businessman – businessperson (executivo ou executiva)
Fireman – firefighter (bombeiro ou bombeira)

Por Tiago Dantas
Equipe Brasil Escola

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Demonstrative Pronouns

Demonstrative Pronouns servem para apontar, indicar e mostrar alguma coisa, lugar, pessoa ou objeto. Os demonstrative pronouns podem estar no singular (this = isto ou that = aquilo) e no plural (these = estes ou those = aqueles).

Singular: This (isto, este, esta), that (aquilo, aquele, aquela).

- This refere-se a algo próximo de quem fala.
- That refere-se a algo distante de quem fala.
- This e that; podem funcionar como adjetivos, antes do substantivo (this sandwich; that salad), ou como pronomes substantivos (this is for you; that is for me).

Exemplo:

What’s this? – pergunta o que é uma coisa que está perto da pessoa que fala.
What’s that? – pergunta o que é uma coisa que está longe da pessoa que fala.

Plural: these (estes; estas), those (aqueles; aquelas).

- These refere-se a tudo que está próximo de quem fala.
- Those refere-se a tudo que está distante de quem fala.
- These e those; podem funcionar como adjetivos, antes do substantivo (these cookies; those pies), ou como pronomes substantivos (these are good; those are bad).

Exemplo:

What are these? - pergunta "o que são estas" coisas que estão perto da pessoa que fala.
What are those? – pergunta "o que são aquelas" coisas que estão longe da pessoa que fala.

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Conditionals

Usamos os conditionals quando queremos dizer que uma coisa irá acontecer em função de outra, ou seja, quando se estabelece uma condição para que certas situações ocorram.

Ex: If I have time, I will go. = Se eu tiver tempo, eu irei.

O primeiro passo para conhecermos essas estruturas é saber distinguir as condições reais das irreais. Real conditionals são aquelas situações reais, enquanto as unreal conditionals são situações supostas e hipotéticas. Outro fator que facilita o entendimento é que quando se vem primeiramente a condição, depois vem o resultado, e vice-versa.

Ex: If I have time (condição), I will go. (resultado) = Se eu tiver tempo, eu irei.
I will go (resultado) if I have time. (condição) = Eu irei se tiver tempo.

Real Conditionals

Utilizados para expressar condições no presente, com resultados no presente ou no futuro. São formados por: If + present simple + will + complement (first conditional)

Ex: If I have money, I will buy this book. = Se tiver dinheiro, eu comprarei este livro.
If I don’t have to go to school, I will go to your home = Se não tiver que ir pra escola, eu irei para sua casa.

Unreal Conditionals

Como já foi citado, descrevem situações supostas e hipotéticas.

Em situações imaginárias no presente, usamos: If + past simple + would + complement (second conditional)

Ex: If I had the chance, I would study in Harvard. = Se eu tivesse oportunidade, eu estudaria em Harvard.

Quando queremos indicar situações hipotéticas no passado, usamos: If + past perfect + would + have + past participle (third conditional)

Ex: If I had studied more, I would have passed. = Se eu tivesse estudado mais, eu teria passado.

Por Tiago Dantas
Equipe Brasil Escola

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Articles

Os artigos da língua inglesa possuem a função de particularizar e generalizar os substantivos. Existem dois tipos de artigos: os definidos e indefinidos.

Indefinite article

Correspondes ao "um, uma", que no inglês são o "a" e "an". Os indefinite articles são usados nas ocasiões de generalização ou quando o substantivo é relatado pela primeira vez. Ex: Wait a moment. = Aguarde um momento.

Quando usar “a” e “an”?

Antes de palavras singulares iniciadas por som de vogal, usa-se “an”, já antes de palavras singulares começadas por som de consoante, usa-se “a”. Não é a grafia que irá determinar o uso de "a" e "an", uma vez que existem certos substantivos cuja primeira letra é consoante e que são pronunciados com som de vogal, e vice-versa.

Ex: A mouse, a book, a pencil, a job, a uniform.
An artist, an animal, an insect, an office.

Definite article

Para o caso dos definite articles, só existe apenas uma forma: “the”, usada antes de quaisquer substantivos, sejam eles masculinos, femininos, estando no singular ou no plural.

Ex: The Industrial Revolution made many changes in the world. = A Revolução Industrial fez várias mudanças no mundo.

Por Tiago Dantas
Equipe Brasil Escola

domingo, 16 de dezembro de 2007

Adjectives

Na língua inglesa, a maioria dos adjetivos é colocada antes dos substantivos (Ex: New York is a large city. = Nova York é uma grande cidade.) ou depois de um verbo de ligação (Ex: He is very smart. = Ele é muito esperto). Se na língua inglesa colocamos o adjetivo antes do substantivo (New York is a large city), no português é exatamente o contrário, normalmente o substantivo vem antes do adjetivo (Nova York é uma cidade grande). É importante perceber que essa é uma das maiores diferenças entre o inglês e o português.
Os adjetivos podem variar segundo a intensidade:

Lovely (+ +), very good (+) ← OK → very bad (-), awful(- -)

Os adjetivos no centro são chamados de adjetivos de “escala” e dão a descrição geral de alguma coisa. Você pode usar “very” (+ e -) antes deles para intensificar um pouco o adjetivo. Os adjetivos do lado esquerdo e direito (+ + e - -) são chamados de adjetivos de “limite” e transmitem uma descrição extrema de algo.

Para comparar as coisas, pessoas, conceitos e etc., existem formas de comparação dos adjetivos, podendo ser de superioridade, igualdade e inferioridade.

Comparativo de superioridade

- Nos casos de adjetivos com uma sílaba, usa-se (adjetivo + -er than). Ex: Karla is very smart. She is smarter than July. = Karla é muito esperta. Ela é mais esperta do que July.

- Quando os adjetivos possuem uma ou duas sílabas terminadas em consoante + y, se usa a fórmula (adjetivo + -ier than). Ex: Sonia was silly. She was sillier than Mary. = Sonia era tola. Ela era mais tola que Mary.

- Nos casos de adjetivos com duas sílabas ou mais, usa-se (more + adjetivo + than). Ex: He is more famous than Jone. = Ele é mais famoso do que Jone.

Comparativo de igualdade

Para compararmos as condições igualitárias de duas coisas, usamos a expressão: (as + adjetivo + as). Ex: He is as nice as Brian. = Ele é tão agradável quanto Brian.

Comparativo de inferioridade

Quando queremos comparar e demonstrar a condição inferior de uma coisa em relação à outra, usamos: (less + adjetivo + than). Ex: Joseph is less shy than Jone. = Joseph é menos tímido do que Jone.

Superlativos

Na ocasião de querermos classificar algo não no âmbito comparativo, mas sim, no âmbito geral, ou seja, quando queremos atribuir máxima intensificação do adjetivo a algo, usamos a forma superlativa. Um adjetivo na forma superlativa indica que algo tem uma característica em um grau maior do que qualquer outra coisa com que se possa comparar em um contexto. O superlativo refere-se ao maior, menor, pior, melhor, etc.
Para se construir uma expressão com o adjetivo na forma superlativa, usamos:

- (the + adjetivo + est), quando o adjetivo tiver uma sílaba ou duas sílabas terminadas em “lê”; “y”; “ow”; “er”;

- (the most +adjetivo), nos demais casos.

Ex: I am the oldest. = Eu sou o mais velho.
She is the youngest. = Ela é a mais jovem.

Por Tiago Dantas
Equipe Brasil Escola

sábado, 15 de dezembro de 2007

Adverbs

Adverbs são as palavras que atribuem circunstâncias aos verbos. Além de modificar o sentido do verbo, podem modificar um adjetivo, um outro advérbio ou até mesmo uma oração inteira.

Ex: You are running slowly. = Você está andando lentamente.
I never arrive late. = Eu nunca chego tarde.

Para se formar um advérbio, na maioria das vezes, basta adicionar o sufixo “-ly” com o adjetivo.

Ex: fast (rápido) – fastly (rapidamente)
perfect (perfeito) – perfectly (perfeitamente)
careful (cuidadoso) – carefully (cuidadosamente)

Obs: Note que no terceiro caso o adjetivo já termina em “l”. Se o adjetivo terminar em “l”, o advérbio terá “ll” (o “l” do adjetivo juntamente com o “l” do “–ly”)

No entanto, nem todos os advérbios são montados dessa mesma maneira. Nos casos de adjetivos terminados em “-ic”, é acrescentado o sufixo “-ally”.

Ex: fanatic (fanático) – fanatically. (fanaticamente)

Se o adjetivo termina em “-y” precedido de consoante, o “y” é substituído por “i” antes de “ly”.

Ex: happy (feliz) – happily (felizmente)

Nos casos do adjetivo terminar em “-le”, esse sufixo é substituído por “-ly”.

Ex: simple (simples) – simply (simplesmente)

Contudo, existem outros casos que o advérbio é totalmente diferente do adjetivo.

Ex: good (bom) – well (bem).

Por Tiago Dantas
Equipe Brasil Escola

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Irregular comparatives

1 Os comparativos irregulares formam-se da seguinte maneira:

comparativos dos adjectivos

good » better melhor

bad » worse pior

far » farther or further (1) mais distante ou afastado

old » older (2) or elder (3) mais velho

(1) esta segunda forma pode também significar adicional, mais, além disso (2) esta forma é regular

(3) esta forma é relativo a duas pessoas da mesma família e é empregue da

seguinte maneira: elder + substantivo (ex. elder brother, elder sister)

e não deve ser empregue com than

comparativos dos quantificadores

much » more mais

many » more mais

little » less menos

Exemplos:

Jane sings better than me. A Jane canta melhor que eu.

The weather is worse today. O tempo está hoje pior.

Oporto is farther than Coimbra. Porto é mais longe que Coimbra.

His elder brother is here. O irmão dele mais velho está cá.

She's got more money than me. Ela tem mais dinheiro que eu.

This house is less expensive than that

one.

Esta casa é menos cara que aquela.

Veja Também